Arquivo | Design RSS feed for this section

Na prateleira: Fashion Design – manual do estilista

3 dez

Está começando dezembro, isso quer dizer que é hora de mais uma resenha! : )

O livro de hoje eu super indico para quem está começando no mundo da moda, mas ainda não conhece bem os setores e possibilidades! Comprei este livro no mês que me matriculei na FBV, queria chegar em Recife tendo pelo menos uma noção do que me esperava, posso dizer que foi uma excelente ideia!

20131130-185349.jpg

Fashion Design, manual do estilista – Sue Jenkyn Jones. O livro possui 7 capítulos, além da introdução e de uns “bônus” ; )

I – Contexto

II – Da confecção ao mercado

III – O corpo

IV – Cor e tecido

V – No ateliê

VI – O projeto

VII – A coleção final… e além

“bônus”: glossário, endereços úteis no exterior, tecidos e fontes, escolas de moda no exterior, museus e galerias no exterior, livros e filmes, lojas e fornecedores no exterior, termos de corte e costura, além de dicas de leituras complementares.

O livro começa com uma linha do tempo da moda que é muito bacana para situar de forma fácil e acessível os acontecimentos e estilistas mais marcantes, além da silhueta do período. Em seguida, os usos das roupas, onde aborda a utilidade, decência, indecência, ornamentação, diferenciação simbólica, filiação social e auto-aprimoramento psicológico; critérios práticos como preço, qualidade, caimento, conforto, relevância, marca, conveniência e serviço.

20131130-185357.jpg

Aborda-se também a linguagem da moda, seu contexto global, as capitais da moda, faz um panorama histórico das confecções e explica os setores e profissionais desta área, sem esquecer do mercado, marcas, direitos autorais, precificação, etc.

No capítulo sobre o corpo são trabalhados os princípios do design, você também encontrará dicas e proporções para desenho e ilustração, sem esquecer do uso do computador, vetores e tal. No capítulo seguinte, é a vez das cores e tecidos, fibras, ciclo da moda e feiras de tecido.

No ateliê, equipamento básico, como tirar medidas, desenho e moldes, várias dicas de costura, moulage e modelagem. O projeto,  explica o que é o projeto, tipos de projeto, metas e objetivos, orienta passo-a-passo o projeto. E a tão esperada coleção final, dicas para o desfile da faculdade que são usadas para todos os seguintes, montagem de portfólio,  é neste capitulo que são abordadas as diversas áreas do mundo da moda, dicas para a busca de estágios, como se comportar na entrevista de emprego, etc.

Acho uma excelente referência para quem está iniciando e quer entender melhor os processos e possibilidades da moda com uma linguagem super simples e nada cansativa. Gosto da ordem cronológica do livro, como o conhecimento vai sendo construído, faz muito sentido. Alguém mais já leu?! O que achou?! ; )

20131130-185404.jpg

20131130-185410.jpg

Fotografia de Moda

1 nov

Seguindo as profissões na área de moda, já falamos do produtor de moda e stylist, mostramos também os bastidores da organização de um desfile, o Outubro Fashion – Sianinha, e editorial feito especialmente para o Note de Mode “Woods”, no qual foi explicado um poucos o que fazem os profissionais envolvidos no processo.

Making off Editorial de Moda - Brega Night

Making off Editorial de Moda – Brega Night

Por definição fotografia é desenhar com luz e contraste. “A fotografia transcende a barreira da linguagem, aumenta imensuravelmente nossa compreensão do mundo e de seus habitantes e incorpora às nossas vidas cotidianas uma sensibilidade mais aguçada em relação a beleza”, defende Michael Busselle em seu livro Tudo sobre Fotografia.

A fotografia de moda é um ramo especializado das revistas e empresas de artes gráficas, explica Sue Jenkyn Jones (Fashion Design – manual do estilista). As primeiras fotografias de moda eram focadas no vestuário, nos produtos, a estética ficava em segundo plano, o objetivo era dar destaque a peça que seria consumida.

Hoje, a fotografia de moda não se limita ao produto. Cuidado e senso estético se fazem presente, além da postura corporal e existencial, o trabalho com formas, cores, contrastes, explorando as experiências do consumidor, brincando com o lúdico. Há ainda o cuidado com o cenário que é tão importante quanto o produto, completando sua proposta, despertando o desejo do consumidor de fazer parte daquele cenário, daquele conceito.

A fotografia de moda trabalha lado a lado com a produção de moda que passou a valorizar o estilo de vida, o conceito da marca, da revista ou da tendência, cresceu e evoluiu juntamente ao consumidor.

O fotógrafo de moda pode trabalhar com a equipe definida pelo editor ou produtor de moda ou ainda, ter sua própria equipe, muitas vezes formada por maquiador, produtor e principalmente assistentes.

Mas se você pensa que a fotografia de moda é uma área limitada, saiba que não é bem assim! Existem:

neon-spfw-primavera-verao-2010-

O fotógrafo de passarela que tem seu foco na cobertura de desfiles e precisa conseguir bons lugares para fotografar (o que é bem difícil!), além de estar muito bem preparado e atento para conseguir a melhor foto.

O fotografo de modelos e/ou atores que faz a fotografia dos books para as agências, há o que fotografa para agência de notícias e os criadores de bancos de imagens.

Há o fotógrafo de catálogos e editoriais que trabalham por tarefa, de acordo com a demanda de alguma marca ou revista, eles vendem o conceito, a atitude. Os fotógrafos de beleza que focam no make e cabelo.

Há também os fotógrafos de retratos e os focados em publicidade que buscam uma fotografia mais limpa e direta. E os fotojornalistas, aquele que cobre os backstages, as fotos de rua e agora os fotógrafos de streetstyle que ganham cada vez mais espaço!

Para ser um fotografo de moda é necessário além de uma boa câmera, olhar criativo, habilidade com o equipamento, estar preparado para sessões em estúdio e externas, saber dirigir as modelos, coordenar suas poses, interagir com elas despertando o feeling exato para aquela sessão. Além disso, deve dominar as técnicas de fotografia e conhecer o universo da moda.

E aí, quer pegar a câmera para se arriscar no mundo da moda?!

O buquê ideal

2 out

Esse post é para as noivinhas que querem inovar no dia do casamento! Então trago uma ideia, que tal ousar no buquê?!

20130925-194003.jpg

Buquê com um flor só ou com flores em cores não convencionais como roxas e vinho, feito de pimentas já começa apimentando a relação e tirando mal olhado, e ainda os buquês que não são feitos de flores! Isso mesmo, sem flores!!!

As flores deram espaço a tecidos, fitas, broches e até jóias, muitas vezes de família conferindo com um ar vintage e romântico.

20130925-194041.jpg

buque de broches

mistura de materiais

20130925-193955.jpg

broches de família

20130925-194012.jpg

jóias, pedras e fitas

20130925-194017.jpg

20130925-194028.jpg

até as clássicas pérolas tem vez

20130925-194033.jpg

Para as mais divertidas, que tal pirulitos para já começar adoçando o casamento?

20130925-194058.jpg

Para as românticas que querem algo ainda mais diferente, podem optar por um buquê de borboletas! Achei lindo # )

20130925-194103.jpg

E você, qual o seu?!

Imagens Elo7

Produção e Styling

25 set

A Produção de Moda e  o Styling estão entre os setores da moda que mais gosto de trabalhar e que mais me encantam! Tanto que o estudo do meu TCC resultou em um Editorial de Moda – “BREGA NAITE: estética, comportamento e consumo – a inspiração para um Editorial de Moda”.

Making off Editorial de Moda - Brega Night

Making off Editorial de Moda – Brega Night

Para Sue Jenkyn Jones, em Fashion Design, o produtor de moda “não é um um estilista, mas um intérprete da moda que produz o visual para uma sessão de fotos – seja interpretando o que o editor quer ou por conta própria” (2005).

Responsável por captar a essência necessária para determinada sessão de fotos, lookbook, editorial, filme publicitário, desfile ou evento, o produtor de moda dá continuidade ao trabalho do designer de moda ou estilista.

20130921-142207.jpg

Catálogo para representação da marca mineira AM420NIA em Recife/PE – mais sobre ele em outra postagem

A consultora de moda, Manu Carvalho, diferencia o produtor de moda do styling assim:  “Produtor fica na rua, visita lojas, carrrega sacolas, faz devoluções” enquanto “o stylist é quem busca as referências, cria uma imagem e opina no resultado final da produção, ‘dá o tom’ no trabalho”, veja mais em Chic.

Estar pronta para o que vier ; )

Estar pronta para o que vier ; )

Eficiência, experiência, acervo de conhecimento e imagens (cinema,fotografia, viagens…) são fundamentais para essa área, além de organização, planejamento e capacidade de improvisar, noções básicas de foto, cabelo, maquiagem e muitos truques de styling ; )

6

oficina-de-styling-3

Montar briefing em equipe é sempre mais prazeroso e criativo!

O site Chic listou os pré-requisitos, confira:

1. Você tem mais facilidade em executar os trabalhos se é extrovertida.
2. É preciso ser comunicativa, articulada, objetiva e clara.
3. Persuasão é fundamental, principalmente na hora de conseguir as “peças mais desejadas e disputadas”.
4. Responsabilidade, organização e comprometimento são essenciais, como em todas as outras profissões.
5. Exercite a sua criatividade. Lembre-se que se conseguir boas peças e solucionar problemas, o stylist fará um bom trabalho e confiará mais em você.
6. É necessário ter timing: pense nas datas desde o ínicio até o fim, antes de iniciar ou se comprometer com um trabalho.
7. Gostar de moda é fundamental!

E acrescento, estudar!!!

crepando-sapatos

Aprendendo a crepar sapatos com Camila Ferza

Querem se arriscar?!

Sábado é dia de Brega!

21 set

Hoje, Recife irá ferver com a comemoração dos 3 anos de Brega Naite!

1236365_714240955257766_1157658167_n

Nem preciso dizer o quanto queria estar lá, né?! : p

Isso me fez lembrar que até hoje não dei nenhum retorno sobre o resultado final do meu TCC “BREGA NAITE: estética, comportamento e consumo – a inspiração para um Editorial de Moda”, apresentado ano passado, não é mesmo?!

Depois de um ano frequentando o Brega Night, lendo, estudando e escutando muito brega, graduei-me designer de moda com um tema que foi me ganhando pouco a pouco e hoje até sinto falta do trabalhão que deu e da pilha de livros para ler e relatórios para terminar!

Maaas, prometo fazer uma postagem mais completa em breve, na qual disponibilizarei tanto o trabalho escrito, quanto o editorial e todos os créditos dessa equipe linda que colaborou com o projeto! Hoje deixarei só no gostinho com o making off!

564225_10150867445441984_1009881460_n

Cores e Brilhos

206171_10150867446046984_844535311_n

547354_10150867445301984_1955495098_n

168219_10150867444881984_329062618_n

equipe linda! vocês foram demais : •

equipe linda! vocês foram demais : •

ah, teve até direito a uma pausa para ioga:

Com direito a pausa para ioga!

Meloca relaxando depois de muito trabalho!

E para quem quer conhecer um pouco da banda que tocará hoje:

Moda ilustrada

16 set

Trazendo um pouco do design afetivo, Michele Moricci trouxe a lembranças dos desenhos animados dos anos 90 para ilustrar de forma original e divertida a semana de moda de NY a pedido do do site Swagger New York.

20130914-154317.jpg

20130914-154332.jpg

20130914-154346.jpg

20130914-154341.jpg

O que acharam das personagens vestidas com os looks criados pelos estilistas?!

Imagens https://www.facebook.com/moriccimichele

As cores da primavera/verão de NY

9 set

A semana começa colorida com a tabela de cores da temporada primavera/verão 2014 que está sendo desfilada em Nova York! A Pantone promete que é a vez do “Dazzling blue” (o azul mais escuro da tabela), os tons fortes e pastéis se equilibrarão em harmonia! É a vez dos neutros (que vão muito além do preto, branco, bege e cinza), o ‘Placid blue’ (o azul claro da tabela) passa a fazer parte da temporada!

Seguem como promessa de sucesso lilás “Violeto tulip”, o roxo “Radiant Orchid”, o laranja “Celosia orange”, o “amarelo Freesia”, o coral “Cayenne”, o azul claro “Placid blue”, o cinza “Paloma”, o bege “Sand” e o verde clarinho “Hemlock”.

20130909-072516.jpg

Imagem: Petiscos